sábado, 18 de abril de 2009

Quatro Verbos

Ame...

... mesmo que não seja amado, mas tenha a certeza que algum dia você compartilhou um sentimento tão puro, que te fez feliz.

Viva...

... até quando seja possível, seja a sua própria diferença. Uma vida sem amor é o mesmo que a alma sem o corpo.

Enlouqueça...

... pois nessa vida nada que seja tão sério, tem graça. Curta o que tem de viver, ame a quem tem que amar e faça loucuras que jamais imaginou.

Chore...


... pois uma vida sem lágrimas não significam nada. Elas nos mostram verdadeiras amizades, nos ensinam o quanto dependemos tanto de um amor (mesmo quando não somos correspondidos). Ela nos ensinam o quanto devemos viver, crescer e continuar a viver. Com nossas loucuras, colocamos em face nossa realidade, nosso estado de viver e amar.

2 comentários:

milla_couto disse...

que liindo, loobis! vc é um poeta e tanto!! :D
*-*

gessyca disse...

Ele escreveu isso no meu caderno \o/
*.*